Em um churrasco de sucesso, não esperamos nada menos que a maciez e suculência da carne!

Estes são os principais motivos pelos quais saímos tão satisfeitos de uma confraternização. 

É claro que o ambiente precisa ser propício, os amigos não podem faltar e é preciso caprichar nos acompanhamentos.

Mas, todos sabemos que as carnes são as verdadeiras estrelas de todo churrasco!

Existem três fatores que influenciam diretamente na maciez e na suculência da carne. Continue até o final para saber quais são eles e como podem ser valorizados nos cortes bovinos.

O marmoreio

Os cortes marmorizados são muito valorizados em um bom churrasco. Eles são assim chamados devido às camadas de gorduras intramusculares. Quanto mais gorduras assim a carne tem, mais suculenta ela fica.

O sabor extra e o acabamento mais amanteigado em cortes marmorizados ficam por conta das altas temperaturas da churrasqueira. Uma das carnes marmorizadas mais famosas é o entrecôte, também conhecido como bife ancho ou filé de costela.

 As fibras

Cortes sem gorduras na estrutura central da carne são aquelas mais fibrosas. Quanto maior a quantidade de fibras, mais enrijecida essa carne fica após o seu preparo.

Os cortes localizados em regiões onde o animal movimenta-se muito ao longo da vida – e que portanto são mais rígidos – normalmente ficam melhores quando preparados a altas temperaturas. É o que ocorre com partes que costumam ser cozidas na panela de pressão.

As partes com fibras menos rígidas ficam nos locais que não sentem impacto dos movimentos do animal. Portanto, representam os cortes mais nobres e procurados. É o caso do short ribs, também conhecido como costela premium, da picanha, e de outros cortes.

Leia também: 5 melhores cortes para seu churrasco

Origens e maneira de preparo

A raça do gado e a sua criação interferem diretamente na qualidade do churrasco. Atualmente, a raça Angus é a favorita do público mais exigente devido ao seu alto padrão de qualidade.

No entanto, por melhor que seja a sua carne, o preparo continua sendo um importante fator para determinar a qualidade. O modo de fazer sempre deve levar em consideração as particularidades de cada carne.

Para saber mais sobre o assunto, continue acompanhando nosso blog. Continuamos a falar dos diferentes tipos de cortes.

Eu espero que com este artigo você compreenda mais sobre os fatores que influenciam a maciez e suculência da carne.

Para saber mais, conheça meu curso 100% online: Churrasco na Prática.

Até a próxima!

Mauro Camargo

Mauro Camargo, conhecido como Embaixador do Churrasco, é consultor internacional para implantação de churrascarias ao redor do mundo.Há 25 anos fundou a Companhia do Churrasco em Porto Alegre e há 15 anos ministra cursos, treinamentos e workshops sobre churrasco. Além disso, Mauro Camargo ministra o curso on-line Churrasco na Prática.
Fechar Menu