Dicas para assar e servir churrasco são sempre bem-vindas, não acha? Ainda que a prática ensine muito, sempre há algum ponto a ser melhorado ou que simplesmente não estamos atentos.

Hoje, você vai aprender práticas simples que fazem toda a diferença na hora de surpreender seus convidados.

Selar a carne

Para manter a suculência dos pequenos cortes da carne bovina, você pode selar essa carne antes de salgar. Não tem segredo. É só passar um pouquinho de cada lado, sempre no fogo alto, para não assar por dentro.

Nunca salgar a carne antes

Falando em selar, salgar a carne bovina com antecedência não é uma prática que recomendo. Se você já teve a experiência de comer uma carne muito seca, saiba que provavelmente a culpa foi do sal, pois é o responsável por desidratar a carne.

Carne descongelada? Menos sal!

A carne que passou pelo processo de descongelamento está com os poros mais abertos, o que facilita a absorção do sal. Assim, você pode usar menos temperos no geral para não ficar muito salgado.

Sirva quente

Se as carnes são servidas em temperatura mais baixa, a qualidade cai muito. Perde suculência e sabor. Por isso, o ideal é consumir a carne assim que sai do fogo.

Não misture os temperos

Os temperos não podem ser misturados antes, durante ou após o preparo. Isso dentro ou fora da churrasqueira. Se for assim, o sabor da carne fica comprometido.

Asse pelo tempo certo

Nada de aumentar o fogo achando que é possível acelerar o processo. Você vai estragar a sua carne! Um carneiro, por exemplo, demanda até 30% a mais de tempo que os tipos de carne bovina.

Para saber quanto tempo cada carne leva para ser preparada, você pode conferir em meus artigos neste blog. Para aprofundar bem nessa e em outras particularidades que só um verdadeiro mestre do churrasco se atenta, conheça meu curso Churrasco na Prática.

Gordura faz bem

Calma, estou falando do preparo do seu churrasco! A gordura hidrata, dá sabor e ajuda a carne a ficar ainda mais macia. Os cortes com gordura intramuscular (marmoreio) são os mais macios. Ou, se preferir retirar a gordura em seguida, invista numa peça de gordura externa. Mas, nunca tire antes do preparo.

Comece com pouco

Churrasqueiros iniciantes não devem iniciar servindo grandes quantidades de carnes. Deixe para acrescentar os cortes e tipos de carne conforme for aumentando a sua experiência no preparo.

Assim, você evita que algum item fique em falta, ou sobre muita carne, ou mesmo algum dos tipos seja mais requisitado que o outro e seus convidados peçam e no fim falte.

Regra de ouro: quanto menos convidados, menor a diversidade de opções oferecidas.

Eu espero que estas dicas para assar e servir o churrasco te ajudem a fazer sucesso como churrasqueiro da galera.

Até a próxima!

Mauro Camargo

Mauro Camargo, conhecido como Embaixador do Churrasco, é consultor internacional para implantação de churrascarias ao redor do mundo.Há 25 anos fundou a Companhia do Churrasco em Porto Alegre e há 15 anos ministra cursos, treinamentos e workshops sobre churrasco. Além disso, Mauro Camargo ministra o curso on-line Churrasco na Prática.
Fechar Menu