2009-08-25

SIC - Serviço de Informação da Carne

http://www.sic.org.br

Basicamente, existem churrasqueiras feitas de alvenaria ou churrasqueiras portáteis. Muitas das casas e apartamentos na região sul do Brasil incluem churrasqueiras feitas de alvenaria já na planta, refletindo a cultura local. Estas churrasqueiras são revestidas com tijolos refratários. Uma boa churrasqueira de alvenaria deve ser fechada na parte de trás e nas laterais, para que forme uma espécie de forno, concentrando o calor. Além disto, outros pontos importantes são: a churrasqueira não deve deixar que a fumaça escape pela frente, deve permitir um bom manuseio dos espetos, assim como o uso de grelha e chapa, deve ser de fácil limpeza e adequada ao tamanho da família ou grupo de amigos que irá partilhar deste prazer. Cuidado se você decidir colocar pedra (granito, mármore) na parte frontal da churrasqueira: apesar de bonito, você poderá queimar seus braços, pois a pedra aquece muito. Em uma churrasqueira com essas características, é possível assar carnes (colocando-as mais longe de braseiro) e grelhar carnes (mais próximas do braseiro). A definição é simples: os grelhados ocorrem quando se coloca a carne a até aproximadamente 20cm da brasa, sobre uma grelha ou espeto. Acima desta altura as carnes são assadas, em processo mais lento. Claro que estas distâncias podem variar conforme estiver arrumado o braseiro, sua altura e temperatura. Grelhe porções pequenas (400 a 600 g) e asse peças grandes (acima de 1 kg). Lembre-se de descontar a porção (peso) de osso de carnes com osso. Se você comprar uma churrasqueira portátil, escolha uma que seja firme, fácil de montar e de limpar. É importante que ela tenha várias regulagens de altura, permitindo assar diferentes carnes e controlar a temperatura de cozimento. Encontra-se hoje vários tipos de churrasqueira portátil: elétrica, a gás ou com carvão. Leia bem as instruções do fabricante antes do uso. Depois de terminar seu churrasco, limpe a churrasqueira e seque-a bem, pois o calor muitas vezes queima a camada de tinta protetora, e se você não caprichar na hora de secar ela logo ficará enferrujada. A churrasqueira deve estar em um recanto agradável da casa, onde todos se sintam confortáveis e possam ficar juntos. O local deve ser coberto, fresco e arejado porém abrigado do vento. É importante ter uma bancada com pia próxima à churrasqueira para que o churrasqueiro possa trabalhar com tranqüilidade e higiene. Tenha sempre à mão um paninho, toalha e sabonete. Lave as mãos com freqüência, pois é uma boa prática de higiene. A forma típica de assar carne no sul, e considerada a origem do processo de churrasquear, é o fogo de chão. Os espetos utilizados para fogo de chão são entalhados em galhos de madeira, sendo largos e compridos, com pontas afiadas. Se você quiser fazer um churrasco em fogo de chão, tome cuidado com o tipo de madeira que você escolher, pois já houveram casos de intoxicação grave de pessoas que utilizaram espetos de madeira de plantas tóxicas como a espirradeira e a primavera. Uma dica é observar se a planta tem látex ou seiva branca: a maioria das plantas com estas características é tóxica e não deve ser usada no preparo da carne.

Fonte: SIC - Serviço de Informação da Carne